Entre Rios apresenta experiência social em Seminário Estadual

Publicado em 04/06/2019 às 10:16 - Atualizado em 04/06/2019 às 10:37

Entre os projetos apresentados no X Seminário Estadual de Assistência Social, realizado em Florianópolis na última semana, está o relato de experiência do CRAS de Entre Rios.

O município foi representado pelo prefeito, Jurandi Dell Osbel, vice-prefeito, Evandro Antônio dos Passos, a assistente social, Rejane Hammerich, coordenadora do CRAS, Odete Umbelino Borges e a Assistente social, Edinara Bernieri que apresentou o trabalho desenvolvido com famílias indígenas de Entre Rios.

Segundo Edinara, o trabalho com os grupos de serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF) com famílias indígenas, foi pensado com o intuito de aproximar e fortalecer os vínculos com a população atendida pelo CRAS. 

Foram realizados durante seis meses, encontros mensais desenvolvidos com o objetivo de trabalhar o EU enquanto pessoa, família e território na perspectiva de pertencimento.

“Utilizamos a metodologia participativa, reflexiva e vivencial. Os assuntos surgiam livremente, partindo dos participantes do grupo. Além disso, foi pensada de acordo com a cultura, fazendo com que a equipe técnica necessitasse de aprimoramento e estudos, para, dessa maneira, desmistificar muitas questões que permeiam esse âmbito”, explica.

Uma das maiores conquistas, pelo ponto de vista da equipe, foi à consolidação dos grupos. “No decorrer do processo, os grupos foram se fortalecendo, ganhando força como momento de convivência social e criando sua identidade grupal. Acreditamos que isso se deu, pelo fato, desse momento/espaço ser de fala, de entretenimento, de aprendizado mútuo e de troca de experiências”.

Entre Rios realiza onze grupos de PAIF, destes, seis são essencialmente indígenas, cinco são Kaigangs e um Guarany. Os grupos possuem em média 30 participantes, atingindo cerca de 180 famílias indígenas.

“A participação no seminário permitiu dar visibilidade ao trabalho social com as famílias indígenas estimulando o fortalecimento do trabalho de PAIF. Também foi uma experiência que permitiu mostrar a realidade atual desse território, suas potencialidades, dificuldades bem como ampliando as possibilidades de políticas públicas envolvendo as famílias indígenas”.


Galeria Multimídia

{{grupo.nome}}
  • {{grupo.items.length - 12}}
    {{item.codGaleriaMultimidiaItem}}
Fechar